Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cuidado com a Ampulheta

Lembrando que: Sempre desconfie das segundas. Sejam elas feiras, chances ou intenções.

2830

"Um príncipe, então, sendo obrigado a saber lutar como um animal, deve imitar a raposa e o leão, pois o leão não sabe proteger-se das armadilhas, e a raposa não consegue defender-se dos lobos. O príncipe, portanto, deve ser uma raposa para reconhecer as armadilhas e um leão para assustar os lobos." - Maquiavel, em O Príncipe.

pfpml #2

por Cláudio Estigma Bastos, em 15.08.18

claudio.jpg

 

eu fodo-te e tu gostas. nao espero por muito na vida mas espero que te fodas, comigo , mil vezes.

és timida, quanto baste, és safada sempre que podes e eu adoro . 

eu peço e tu entregas. eu mando e tu fazes-me implorár. As tuas pernas nos meus ombros e as tuas costas na parede.. eu gosto do teu quarto na casa dos teus pais; ainda sabes dançar ? 

desapareceste. Deves-me uma por todas as que me imploraste e te fiquei a dever.

nunca se esquecem fodas,  muito menos as devidas. nunca se esquecem mulheres quais as quais se falou de amor , muito menos quando ele já chegou.

as minhas inseguranças eu deixei no teu colo. tu disseste-me que eu era o melhor que podias encontrar eu não acreditei mas achei que eu tinha sorte. tu disseste-me para encontrar forma de ser feliz e eu respondi-te que sem ti não encontráva outra. 

tu deves-me uma .


pfpml

por Cláudio Estigma Bastos, em 15.08.18

claudio.jpg

 

há suspanse , nota-se aquela mania que o tempo tem de ficar mais lento quando não estou com ela - e agora parou.

não sou flor que se cheire e na altura oiço na minha cabeça a minha ex namorada a dizer-me "devias amar alguem" - sabia lá ela o que dizia, mas acho que agora já percebo . 

ela chega .

juro que sei que talvez não devesse mas faço cara de inocente enquanto me  imagino a despir-te enquanto te aproximas. tento lembrar-me de não fixar o olhar para nao te deixar desconfortavel enquanto te percorro o corpo pelas mãos e a música aumenta, a 3 vodkas atrás a luz já não me feria os olhos e talvez eu ainda fingisse que as mãos tinham descido da cintura sem querer. gosto de como me cabes no peito quanto te beijo, de te levantar contra a parede. a ana está a olhar-me de lado , acho que ela achava que era hoje que me comia. agora , ela odeia-te : desculpa.

tu acusas-me que ficas com o meu cheiro no corpo, pergunto-me como já que eu trasando a tabaco, alcool e um perfume novo misterioso que me faz lembrar do teu corpo suspenso no ar contra o meu.

"tu devias amar alguem"

cabra maluca tinha razão

2misemuitos


Inferno

por Cláudio Estigma Bastos, em 31.07.18

InShot_20180731_145751099.jpg

 

Enfeitaram a igreja, a noiva e as suas melhores amigas. Chamaram-lhes damas de honor e nem tinham nada de damas. A festa foi linda e houveram muitos brindes. O noivo coitado sorria feliz e já lhe tinha passado o tremor nas mãos depois dos "sim's", agora ia começar a sério, quando saissem da festa e ele estava tão empolgado.
Não ha como enfeitar o inferno, então o Diabo enfeitou o caminho até ele.


Casa

por Cláudio Estigma Bastos, em 31.07.18

Screenshot_2018-07-31-02-36-54.png

 

Gosto de como ficou depois de a termos pintado . Escolhemos juntos as cores das paredes. Os teus quadros e os meus vinis. Os teus DVD's e os meus livros.
- Bem vindo a casa.
Ouvi enquanto ainda subia os degraus desse prédio. Bem localizado, com um apartamento bem frequentado, bem mobilado. De todas as estantes tiveste tu sempre a melhor prateleira. E eu pousava-me a mim mesmo nela.
- Bem vindo a casa.
Enquanto te despia, mordia e fodia no sofá que os teus pais te ofereceram quando te mudaste.
Bem vindo a casa quase ouvia com os teus lábios no meu colo e eu levantava a cabeça e fechava os olhos.
De todas as sopas que odiei na vida, fingir gostar das tuas para receber um beijo depois do jantar sempre valeu a pena.
Senti-me bem vindo quando abrimos a casa aos amigos e se partiram as loiças, vomitaram o chão da casa de banho e adormeceram na banheira.
- Bem vindo à familia.
Até quando conheci a tua irmã. Gostou de mim, odiava o teu ex-namorado. Daqueles tipos meio snobs que parece que acham que descodificaram o mundo e por isso safam -se melhor do que os outros, que por isso o podem comprar.
Um dia ouvi:
- Volta para a tua casa.
E aí percebi que realmente a minha casa sempre foi onde tu estivesses mais do que aquela na qual eu era responsável por pagar a renda. Quinto andar e elevador avariado tal como tu - tanto sem o elevador como avariada. Só contigo me sentia em casa. Mas sem elevadores, no amor também não há atalhos. E no dia em que te devolvi as chaves e deixei de comer sopa eu percebi que nunca mais ia voltar a casa.
Porta trancada, janelas fechadas.
Hora de abrir uma garrafa, falar com uma imobiliária, é quase sexta feira à noite e nenhum sem abrigo deixa de ter frio por chorar a casa que perdeu.

 

 


o Inferno

por Cláudio Estigma Bastos, em 10.06.18

Sem Título.jpg

 

Não sei se conta para alguma coisa, mas eu vi as tuas falhas e quis-te ainda mais - não foi culpa minha .

Dizem que por vezes Ele dá-nos por um tempo o que lhe pedimos só para nos mostrar que não era o que realmente precisávamos.

Eu pensei muitas vezes no passado sabes ? Parvoice minha de procurar futuro em pessoas que me deixaram para trás. Mania da lealdade sem pedir nada em troca. Nem lealdade, fidelidade, nem amor .. Mania de amar sem pedir nada em troca. Mania de falhar os dois primeiros mandamentos , por amar essas mulheres que um dia amei mais do que a Deus,  mais do que a mim mesmo. O amor é a unica coisa que nos pode aproximar de Deus, mas faz-nos ir parar ao Inferno tantas vezes.

É que quando quis falar com Deus sobre ti Ele sempre mudou de assunto. Dizem que as vezes Ele destrói os nossos sonhos antes que eles nos destruam. 

É muito fácil pecar quando o Inferno se mascára de Céu nos lábios de alguem.

Eu sabia que o que devia fazer era partir mas a gailoa em que me prendiam era tão reluzente com a sua pele queimada com o sol de Agosto.