Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cuidado com a Ampulheta

Lembrando que: Sempre desconfie das segundas. Sejam elas feiras, chances ou intenções.

2830

"Um príncipe, então, sendo obrigado a saber lutar como um animal, deve imitar a raposa e o leão, pois o leão não sabe proteger-se das armadilhas, e a raposa não consegue defender-se dos lobos. O príncipe, portanto, deve ser uma raposa para reconhecer as armadilhas e um leão para assustar os lobos." - Maquiavel, em O Príncipe.

O Universo

por Cláudio Estigma Bastos, em 03.04.18

Sem título33.JPG

 

*Despertador*


Eu acordei de manhã, banho, vestir caminho rápido. No percurso vou escolhendo as melhores palavras, o método, a técnica, a forma de terminar tudo com ela sem a magoar muito.

Os dois em uníssono

- Preciso falar contigo..

- Desculpa. Tu primeiro .

Tudo estragado. E não é que ela termina comigo!? Blablabla de o Outroqualquer voltou, blá blá história mal acabada, conversa entediante, gosta muito de mim, super enfadonho mas ainda não o ultrapassou, aqui quase adormeço, blabla.. finjo-me super magoado e devastado.

- E tu o que querias dizer-me?

- Nadaaaaa, ia-te convidar para sair..

Fujo para casa sem saber se riu ou choro, super irónico. Então a "história mal terminada" pareceu-me familiar e assim que começo a pensar na minha o telemóvel vibra, o teu nome no topo do ecrã - o universo acabára de me avacalhar.

O teu "olá" destrói as defesas, não leio o resto da mensagem das primeiras 7 vezes que a leio, fico só ali pelo "olá" e a imaginá-lo a sair dos teus lábios da postura mais doce à mais sensual, da mais suave à mais bruta e brutamontes, da suave à mais troglodita. Aí riu-me e leio o resto. Dás-me vontade de fazer a conversa durar o dia todo.. perdão, o mês inteiro.

2h chamada telefónica

(..)

-Um dia, tu tiras essa mascara de monstro.

-Um dia apaixonaste. Com direito a aliança, casa e filhos.

-Suicídio Pedro? Eu?

-Ser otário Rute? Eu?

-Otário não. Feliz, tenho a certeza que eras mais se fosses tu mesmo.

-Fazemos a vontade um ao outro?

-Deixa de ser estúpido.

-'Parvo', sou o teu 'parvo'. Devias ficar do meu lado.

(..)

Tenho saudades tuas, do teu cheiro e do toque da tua pele, e de quando as nossas bochechas se tocaram a primeira vez que trocamos dois beijos no Cais Sodré.
Enquanto atendo o telefone sinto o suspanse de ouvir quais vão ser as tuas primeiras palavras tal como tive para ouvir como seria a tua voz da primeira vez que falámos. Eu sei porque não estou contigo agora: o meu karma é pior do que o do Kadafi. Verdade e tu sabias, mas tu rias quando eu o dizia. Ficavas tão linda quando rias, ao sorrir também, mas quando rias o tempo abrandava e o volume do universo baixava para te ouvir. Como é lógico, eu fazia questão de tomar atenção e tentar descobrir a tua forma de tornar um segundo normal numa memória para a vida, enquanto os teus dedos ajeitam o teu cabelo.
A menos de 24h estava numa relação com uma rapariga, agora estou a alucinar contigo outra vez, sabes mesmo como estragar a qualidade da solidão das pessoas.